domingo, 27 de junho de 2010

DESEJO

DESEJO...
TEUS OLHOS
POSTOS NOS MEUS...
TUA MÃOS
ACARICIANDO MEU CORPO...
TUA BOCA
SOBRE A MINHA...
DESEJO!
POESIA SEDENTA
COMO LINGUA
LOUCA POR UM BEIJO.
DESEJO...
CHAMA ARDENTE
DENTRO DO PEITO
PRONTA PARA VIVER
SEDUTORES MOMENTOS
REALIZANDO FANTASIAS
DO PENSAMENTO,
SATISFAZENDO TODOS
LOUCOS DESEJOS...

Um comentário:

João Pereira, o Ente Maldito disse...

QUERO TEU CORPO

Quero teu corpo!
Quero teu corpo!
E a mulher infinita
que habita em teu corpo!

(...)

Neste instante em que se completa
a amada conjunção poética
de corpo, alma, desejo, amor, enfim,
repito, com a extenuada voz que me resta:
Sim! Sim!
Quero teu corpo!
Quero teu corpo!
E a mulher infinita
que deixa o teu corpo
para vir habitar em mim!


Beijos, poetisa.